Make your own free website on Tripod.com
Pentium, MMX,e Pró

Pentium Clássico

    O processador Pentium possuía 64 bits de barramento. A Intel registrou a marca Pentium para ter um nome próprio para novo e poderoso processador. Ele tinha vários clock's internos diferentes e chegou a 200 MHz. Na verdade um processador Pentium (primeiros) são dois processadores 80486 num com um algoritmo de processamento paralelo. Possui 3,1 milhões de transistores 3X (vezes) a mais que o 486, cache interno de 16Kb (8KB para extração de instruções e 8KB para dados). Os primeiros Pentium tem clock de 60 e 66 Mhz, apos ter incrementado largura do barramento local para 64 bits ele pode atingir clock's mais elevados. Possui no processador algumas instruções RISC, sendo o primeiro a implementa uma unidade de execução superescalar, significa que sob certas condições podia executar 2 instruções por ciclo de clock.

   O co-processador matemático foi totalmente redesenhado, agora ele aceita um nível de desempenho de 3 a 10 vezes a do 486, possuía um auto-teste automático incorporado verificando todos os conectores com placa mãe, cache e registradores. O núcleo do Pentium pode variar de 0,6µm a 0,4µm. Clock's 60, 66, 75, 90, 100, 120, 133, 150, 166 e 200.



MMX

    Com a tecnologia MMX, PC's entrarão em um novo nível de performance de multimídia. Ganha-se em som vívido, ricas cores, rendimento 3D realístico, animação suave e vídeo. Os tipos de aplicativos que irão se beneficiar do desempenho oferecido pela tecnologia MMX, ao longo do tempo, incluem: escaneamento e manipulação de imagens, videoconferências, plug-ins e browser's para Internet, editoração e play-back de vídeo, impressão, fax, compressão, decodificação e programas para escritórios.

    Existe a expectativa que de que nos próximos anos periféricos como placas de vídeo, som e modem percam sua finalidade, tendo em vista que as funções que elas executam serão emuladas vias software.

Principais características incorporadas no MMX .

Novas Instruções

    Se observarmos o número de instruções dos processadores, observaremos que em dois momentos ouve um aumento significativo destas. A primeira vez em 1985 no lançamento dos chips 386 que viabilizaram o conceito de multitarefa e a interface Windows para os PC's e agora com o MMX em que foram adicionado 57 novas e poderosas instruções especificamente desenhadas para manipular e processar dados de vídeo, de áudio e gráficos eficientemente. Essas instruções são orientadas às seqüências altamente repetitivas e paralelas geralmente existentes nas operações de multimídia. Estas instruções são capazes de manipular dados agrupados em pacotes de 64 bits enquanto que a instruções existentes até então manipulavam dados de 8 ou 16bits. Estas instruções usam um processo chamado Instrução Única de Múltiplos Dados (SIMD) permite que uma instrução execute a mesma função em múltiplas partes dos dados, ou seja, ela permite que uma operação em vez de ser executada em um único bloco possa ser executada ao mesmo tempo em vários blocos de 8 e 16 bits (8 bits para imagem e 16 bits para som). Assim será reduzido o número de voltas intensivas de computação comuns com vídeo, áudio, gráficos e animação, tornando o processamento muito mais rápido. Usa novo padrão de conexão com a placa mãe denominado Socket7. Opera a voltagens de 2,8V.

Mais Cache.

    Foi dobrado o tamanho do cache L1 no chip para 32K no processador . Assim, mais instruções e dados podem ser armazenados no chip, reduzindo o número de vezes que o processador tem para acessar áreas de memória mais lentas para obter informação.Nova tecnologia de 0.35µm, clock's 166, 200, 233 Mhz.

Foto Micrográfiaca do Pentium MMX.
MMX
 


 

Foto Abaixo Processador MMX


Pró

Principais Características:

    Freqüência de 150 MHZ, 166, 180 MHZ e 200 MHZ

    Otimizado para aplicações em 32-bit rodando em sistemas avançados de 32-bit

    Microarquitetura de execução dinâmica

    Pacote contendo processador, cache e interface para o sistema de barramento

    Escalável para até 4 processadores e 4 GB de memória

    Cache L1 de 8K/8K separado entre dados e instruções;

    Possui separação entre o barramento se sistema externo e o barramento de cache de alta velocidade interno

    Cache L2 interno: possui cache de nível 2 interno, podendo trabalhar na mesma velocidade do processador. Para de obter o mesmo desempenho de 256KB interno, para um processador de mesma potência, seria necessário 2MB de cache externo.

    Arquitetura Dual Independent Bus: O barramento interno é dividido em dois barramentos um para o cache L2 e o outro do sistema do processador para a memória principal. Esta arquitetura de barramento resolve o problema de limitação da largura de banda do barramento, oferecendo largura de banda de desempenho até três vezes superior à dos processadores de barramento único como o existente no processador Pentium. Isto significa um desempenho mais rápido do sistema como um todo.

    Execução dinâmica: é uma técnica que usa a combinação de 3 processos para aumentar a velocidade de execução do software:

    O processador monitora passos a frente no software (20 a 30 instruções a frente do contador de programa) antecipando-os.

    O processador analisa quais instruções são dependentes de cada resultado, criando uma lista otimizada dessas instruções;

    Baseada nesta lista, instruções são carregadas especulativamente.

    Isto tudo permite que ele consiga realizar três instruções em um único ciclo de clock (Pentium permitia 2 instruções), agilizando o trabalho em sistemas que utilizam processamento paralelo.

    Como o chip Pentium Pro possui capacidade de processamento até duas vezes superior ao do Pentium, máquinas equipadas com este processador podem substituir as que se baseiam no modelo Dual - Pentium, obtendo o mesmo resultado em uma plataforma mais simples, por conseqüência mais econômica e mais fácil de usar. Isto é uma grande vantagem, considerando que muitos softwares, não empregam de maneira eficiente a tecnologia de multiprocessamento simétrico (SMP). O Pentium Pro e o Pentium II possuem um Bug que será mencionado posteriormente.
 
Velocidade (MHZ) 166 180 200 200
Velocidade de Bus (MHZ) 66 60 66 66
L1 Cache 8KI + 8K D 8KI + 8K D 8 KI + 8KD 8KI + 8K D
L2 Cache 512K 256K 256K 512K
Núcleo 0.35 µm 0.35 µm 0.35 µm 0.35 µm
Die Size 552 mils/side 552 mils/side 552 mils/side 552 mils/side
CPU Voltagem 3.3V 3.3V 3.3V 3.3V
Corrente Máx. 9.4A 10.1A 11.2V 12.4V
Power (Watts) 35.0Max 31.7Max 35.0Max 37.9Max

Foto Micrográfiaca do Pentium Pró.

 

Pentium com tecnologia OverDrive.

   Alguns Processadores Pentium 166 e 200Mhz aceitam que seja acoplado em cima um processador de expansão chamado OverDrive possibilitando a atualização dos mesmos. Exemplo um Pentium 166, com OverDrive para 233Mhz vai operar nessa frequencia com MMX, mas esse sistema não funcionou como deveria pois alem do processador OverDrive sair quase o mesmo preço de um processador novo, todo esse sistema esquentava e diminuía seu desempenho.



Voltar